Páginas

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Aprendendo a Seduzir por Patricia Cabot


Que eu leio qualquer coisa que a Meg escreve, isso não é novidade. Mas estava um pouco receosa com esse livro. Afinal, nunca tinha lido nada de Meg como Patricia.

Comecei meio desconfiada, não sabia o que ia se passar pelo decorrer do livro, e para completar, estava numa ressaca literária de Desculpe se te chamo de amor (que não terminei até hoje por estar na casa da minha amiga) e como achei que  Desculpe se te chamo de amor PÉSSIMO na 3ª pessoa e me deparo com esse livro na mesma 3ª pessoa.

Claro, fiquei com os dois pés atrás. Mas Meg/Patricia escreve tão maravilhosamente bem que a história vai fluindo, e você vai se envolvendo...

 Enfim, o livro conta a história de Caroline, seu noivo o Marquês de Winchilsea e Branden Granville. Só por aí já pode se perceber que vai ser um triângulo amoroso. Depois de flagrar seu noivo num "abraço íntimo" (Como Caroline consegue descrever, digamos, algo bem sexual) . Ao invés de fazer o que nós faríamos, que seria armar aquela confusão, Lady Caroline, tentando entender porque seu noivo não a desejava daquele jeito tão... feroz, vai atrás de Granville, para que ele a ensine a seduzir e fazer que o marido a deseje daquele mesmo modo. Bem, o que passa a acontecer não era o que  Lady Caroline planejava.

O livro é muito bom, Meg faz você se envolver com Caroline, e ainda, por cima de todo romance, tem um suspense muito bem estruturado, que ajuda a não ficar só no romance, o suspense é uma peça encaixada perfeitamente na história. Ou seja, Meg/Patricia se superou. Novamente. Gostei tanto de como Meg escreveu como Patricia que já comprei Pode Beijar A Noiva, logo faço resenha *-*

Mas Classificação nesse livro. Pois é mais um dos livros adultos de Meg. E cenas Hot em questão. Maaaaas, é a Meg. Não tem como não se apaixonar pelo seu personagem masculino, pela sua história. POR TUDO.

Se eu recomendo? CLARO! Além de ser da Meg, é um livro maravilhoso.

PS pra capa: AMEI e achei super a cara do livro, combinou perfeitamente com a história que o livro passa, e com Caroline.

beeeeijos,
@maiarahelena

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Os delírios de consumo de Becky Bloom por Sophie Kinsella

Posso dizer que é um livro que me surpreendeu. Sim, eu achei que ia gostar, mas não sabia que era tanto, que conseguiria ler em apenas um dia. Apaixonante a esse ponto.

O livro é sobre uma mulher londrina compulsiva por compras. Compras de qualquer estilo, seja roupas, casa, tudo. Rebecca Bloom compra de TUDO! E esse hábito deu-lhe a uma conta ENORME de seus cartões de créditos. Isso porque ela trabalha numa revista financeira.

Não consigo ressaltar os pontos negativos, talvez o início meio lento e parado. Talvez, seja um dos poucos pontos negativos do livro. Um dos pontos altos são as loucuras que Becky arruma para tentar dar um jeito nas suas contas, e as desculpas que ela dá para se livrar do cobrador, são extremamente engraçadas. Coisas como se eu ganhar na loteria, se eu fizer isso, se eu fizer aquilo.

E no meio dessa confusão toda ela ainda arranja tempo para se apaixonar, é claro. Mas essa personagem masculina de Sophie, Luke, não é aquele tipo apaixonante e que faz você soltar suspiros. O que nesse ponto eu até gostei, porque Sophie não dá uma atenção exclusiva ao romance, e sim nos problemas de Becky.

Toda mulher tem um pouco de Becky Bloom dentro de si. Quem nunca enlouqueceu com uma promoção? Viu aquele item namorado por meses na vitrine, num preço acessível? Sim, todas já fizemos isso. HAHA

PS: Fiz questão de ver o filme depois de ler o livro, e posso garantir, o filme é TOTALMENTE diferente do livro. Muda muitas coisas, acho que só pegaram a essência do livro mesmo. Não me entenda mal, o filme é legal a sua maneira, mas não tanto como o livro.

Leitura recomendadíssima!

beeeijos,
@maiarahelena

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Melancia por Marian Keyes




Melancia conta a história de Claire, uma mulher abandonada pelo marido, James, no dia do nascimento de sua primeira filha, Kate. Arrasada ela volta pra sua cidade na Irlanda para passar uma temporada com os pais. Lá, ela volta a se lembrar como é viver com a suas irmãs e passa por situações, que cômica seria pouco para descrever. E também conhecerá novas pessoas e verá que nem tudo está tão perdido como ela pensava.

Ok, todo mundo falava maravilhas dele. Que Marian Keyes era uma diva, que ele era um dos melhores livros e blablabla. Comecei a ler, e que chatice. No ínicio Claire fica muito presa a seus sentimentos, e esta parte é um tédio. Ou seja, minha animação pra ler estava igual a zero. Nada empolgava no livro. Uma ou outra tirada engraçada e pronto.

Até que, bem, Claire desiste do sentimentalismo. Ai meu bem, o livro vira uma coisa fora de série. Fica maravilhoso. Claire parece que adquire um novo espírito, aí você quer ler e ler, saber o que vai acontecer. Tudo melhora com Adam, que acredite, é a Perfeição Divina na Terra. Esses personagens vão me fazer desistir da vida real um dia, é sério. Adam é tudo de bom, maravilhoso. E colocar a Claire nisso, só rendeu passagens hilárias.

Eu pelo menos queria que Claire sumisse com James da face da Terra, porque que cara irritante. Mas o final é ótimo, Claire de verdade me surpreendeu, adorei o final! A família Walsh é ótima, me senti tão normal perto deles. HA-HA-HA-HA A verdade é que foi a louca da família dela um dos maiores pontos altos do livro.

E sim, agora vou repetir tudo que me falaram. Marian Keyes é uma diva, esse livro é sim um dos melhores que já li, que vale a pena ler, vale não, você NÃO PODE morrer sem ler. Sim, é uma leitura obrigatória. Vou classificar que nem o Skoob, 5 estrelas.

E Marian Keyes, não tem um estoque de Adam aí na Irlanda não?

beeeijos,

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Sociedade Secreta - Ritos da Primavera por Diana Peterfreund

Como Diana se supera a cada livro eu não sei. A mulher é divina meu povo! Cada livro vai me surpreendendo mais e mais. Se Sociedade Secreta foi maravilhoso, Sob a Rosa melhor ainda, não sei como descrever Ritos de Primavera.

Pensa naquele livro em que quando você começa não consegue parar. Eu resumiria Ritos de Primavera assim. Finalmente chega as férias de primavera, e Amy não vê a hora de ir para Cavador Key, uma exclusividade Rosa & Túmulo,já que está louca pra se livrar dos "pequenos imprevistos" que a Cabeça de Dragão vem pregando em nossa personagem.

Em Cavador Key Amy vai descobrir muito mais coisas que gostaria. E avaliar a sua situação na Sociedade. O problema é, Amy conseguirá não envolver um homem nessa história?

Como Diana consegue fazer personagens masculinos TÃO apaixonantes? Porque ela deve ter um molde em casa, me seduzo com todos aquelas perfeições. O Poe, tão gracinha, meu Deus. E mesmo George vacilando, e muito, com Amy, NÃO CONSIGO deixar de ser apaixonada nele.

Você devia ler só por ser Sociedade Secreta, só esse motivo basta. Mas a perfeição, e a escrita de Diana Peterfreund é tão boa, que com certeza, você vai viciar *-*

Um beeeeeijo,
@maiarahelena

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Diário de uma encrenqueira: Pérolas ou Pegas por Grace Dent



Juro, acho que a Grace escreveu esse livro para crianças. Porque é incrível que a Shiraz com 17 anos seja tão infantil daquele jeito. Gente, acho que até eu nos meus 15 anos sou mais madura do que ela.

Tirando isso, o livro foi melhorar no finalzinho, quando ela toma a decisão que começa a mudar todo o contexto da história. Acho o Wesley (namorado da Shiraz) um bobão. Como ele pode aceitar as coisas que a Shiraz faz? E assim, tudo bem? Um barraco não faria mal a ninguém.

Agora, quem põe fogo na história é Joshua Fallow. Ele começa a mudar as coisas na história, e fazer Shiraz ficar dividida. Ótimo. Se a autora não tivesse estragado o personagem. Porque ele uma hora é super legal, e você tá lá torcendo pra tudo dar certo. Aí, do nada, ele vira um chato, irritante.

Não consigo me apegar aos personagens. Carrie Draper, melhor amiga da Shiraz, me lembra aquelas patricinhas, e argh, não vou com ela. Eu gosto é da avó, da mãe da irmã da Shiraz. Elas são super engraçadas, com um humor que é comum nas famílias normais.

Tomara que a Shiraz amadureça com os acontecimentos no terceiro livro. E peloamordeDeus, eu quero ver o original desse livro.  Porque, ou a Shiraz é mega capenga com aquelas mensagens de textos, ou houve algo com a tradução. E Orkut? Pelo que eu saiba não chegou na Inglaterra.

Mas sou obrigada a admitir que as capas vão se superando. Estão lindas. Prefiro a nossa brasileira, do que a dos EUA.

Eu não sou fã da série, ainda não tenho uma opinião se você deve ler ou não. Leia e me conte depois.

beeeeijos,
@maiarahelena

Diário de uma garota nada popular por Rachel Renée Russel



Diário de nada uma garota popular, contribuição da @AlexiaFranca que me emprestou falando que eu ia adorar.
Ela tava certa, o livro é uma fofurinha, e me fez lembrar de muita coisa da minha infância. A autora narra com uma facilidade os acontecimentos, e por mais que seja um tema muuuuito clichê e já explorado de todas as formas, o colégio.

O livro é clichê purinho, tem aquela patricinha malvada, a sua melhor amiga. Porém, o livro me deu uma saudade da minha infância! Tem um tema levinho, e da pra ler em pouco tempo. Adorei, e tem umas frases da Nikki que grudam na cabeça, como as meninas que tem medo da bola.

O livro me fez dar muitas risadas e é tão bom pegar um livro pequeno, fácil de ler e para distrair, passar a tarde.

Super recomendo para quem quiser passar a tarde ou uma leitura levinha. Para quem estar começando no vício, é ótimo! Com uns desenhos super fofos!

beeeijos,
@maiarahelena

terça-feira, 1 de novembro de 2011

Tocada por Juliana Giacobelli



Finalmente o livro da Booktour chegou! Tirando a parte dos gritos, pulinhos e mais gritos. Só faltava eu abraçar o carteiro. Depois de toda emoção, peguei o livro para ler.

Acompanhada por um anjo encantador e outro nem tanto assim, Alex precisa ser protegida a todo custo para impedir que a Terra seja invadida pelos Caídos – anjos banidos do céu – e assim evitar a tal temida guerra. Enquanto tenta não ser pega, ela ainda precisa ir à faculdade, agüentar um irmãozinho pentelho, um pai um pouco desconfiado demais e, claro, conviver com o grande responsável por isso tudo: O anjo que conquistou seu coração e de quem ela não está disposta a abrir mão.


Só por aí, já dá para ter uma ideia do livro. O tema de anjos parece batido, já que a moda até há pouco tempo eram anjos e mais anjos. Mas o livro traz anjos de uma forma diferente. É tão legal a forma em que eles são apresentados!!!!


Li o livro em dois dias e, não foi em menos, porque sou obrigada a dormir, infelizmente. Infelizmente, porque o livro é muuuuito bom. Amei!!! Ele te envolve de uma maneira diferente, que você não consegue largar! Tem uma pitada muito boa de suspense, que fez meu coração ir a mil e voltar. Alexandra é uma personagem forte e ao mesmo tempo sentimental. Ela ganhou meu coração! Juliana colocou no livro a ironia brasileira. Do jeito que nós mesmos falamos e, que faz você se identificar 300 vezes mais. O humor no livro é bem brasileiro e,  dá uma quebrada no suspense todo.


Eu simplesmente amei o livro. Ele é incrível! Não tive coragem de largá-lo até a última página. Chorei, sorri, e tive um A-TA-QUE de fofura com o Eros. Que homem é aquele? Tá à venda no Mercado Livre? Porque, SENHOR, que homem perfeito! Quero um deste para mim! O Gael, já tive umas crises com ele, porque no início  detestei ele, totalmente o contrário do Eros. Um grosso, que não gostava da Alex. Mas aí ele mudou e, passou a tratar a Alex melhor, foi aí que talvez eu tenha começado a gostar dele.


E o final é lindo, combina com o livro. E deixa a brecha para o segundo! Livro bom + final enigmático = minha combinação preferida.


A única coisa "negativa" do livro foram os erros de revisão. Uns errinhos de digitação, mas nada que atrapalhasse. 


De verdade,  amei esse livro. Vou comprar para mim, com certeza. E  recomendo para quem quiser ler, pois além do livro ser fantástico, é de uma autora brasileira!


E aqui Ju, quando sai o segundo mesmo ?


Não esqueçam de seguir a autora no twitter, ela é uma fofa! @6277Alibi


beeeijos,


@maiarahelena

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Diário de uma encrenqueira - Tênis ou Tiaras por Grace Dent


"Tudo o que Shiraz queria era entrar no Big Brother, e ficar rica e famosa. Mas tantas coisas aconteceram que ela nem sabe mais o que fazer! Levou a culpa por uma briga enorme na escola, uma professora nova achou que ela poderia se sair bem no colégio (não que Shiraz se importasse), e a melhor amiga começou a namorar e a esqueceu totalmente! Para piorar, sua família - que já é louca - está pior ainda: a irmã brigou com a mãe e saiu de casa. Agora ela é que vai ter que resolver essa confusão... "


Não sei se eu estava com muita expectativa do livro e por isso não foi o que eu esperava. Eu achava que ia ser um daqueles livros fortes, cheio de ação e momentos de pura tensão. Não, nada disso mesmo.

Diário de uma encrenqueira é um livro mais para pré-adolescentes que conta o dia-a-dia da protagonista Shiraz, no decorrer de um ano. A minha ideia do livro era que a personagem iria viver GRANDES momentos de aventura, porém nada de muito grande e importante acontece no livro.

O nome de encrenqueira vem por ela ter "aprontado" no Natal do colégio, por ter cantado uma bobeirinha. Enfim, são aqueles problemas bem de pré-adolescentes, que todo mundo já passou, como minha melhor amiga não quer falar comigo, ou aquele garoto nem sabe da minha existência.

A melhor parte é o humor que a autora coloca, como coisas comum do dia-a-dia de todos. Isso sim, me fez rir, e claro, a família maluca da Shiraz se parece MUITO com a minha.

A escrita da autora é fácil de se levar, mas falta emoção. Por exemplo, quando a irmã, Cava-Sue sai de casa, não há nenhuma emoção. Me senti lendo qualquer outra passagem, e isso me incomodou.

De qualquer jeito, é livro legalzinho, que é legal você ler e tals. Mas não se descabele por ele.

sábado, 15 de outubro de 2011

Gossip Girl O Início

Último (ou primeiro) da série Gossip Girl. último, porque nele são explicadas todos os detalhes da série, ou primeiro porque por ele, você pode começar a série.

Difícil quando a série chega no final, eu sinto uma falta, por mais que eu não seja fã. Gossip Girl é um ótimo livro pra passar uma tarde, pra distrair. Porém, se você fizer como eu fiz, ler todos da série em seguida, você cansa, enjoa, e tem hora que a futilidade da Blair vai irritar.

O que eu mais esperava nesse livro era a explicação do porque da Blair ser tão fútil, o porque que a Serena saiu do Internato, e quem era a Gossip Girl. NADA disso foi explicado. As explicações eram de coisas bobas, que não alteram o decorrer da história.

Achei que a Cecily von Ziegesar ia criar todo uma história, todo um enredo que envolvesse. Não foi nada disso. Mas foi legal ler depois de todos os livros, porque você vai associando as coisas. Como o anel da Blair, o amor da Vanessa pelo Dan, as coisas da Jenny.

Vale a pena, por mais que seja um passatempo, é legal se inserir no mundo de Gossip Girl, e no final você acostuma com as futilidades.

beeeijos,
@maiarahelena

domingo, 18 de setembro de 2011

Ela disse, Ele disse por Thalita Rebouças

Que eu sou apaixonada pelos livros da Thalita Rebouças todo mundo sabe, e com a chegada da Bienal ( e a notícia linda que minha mãe vai me levar!) eu resolvi pegar o livro dela para ler, porque eu estou torcendo (e muito!) para que os autógrafos da Thalita não sejam na mesma hora que da Alyson Noël (qualquer coisa eu ponho minha mãe na fila da Thalita!)

Ontem à noite, resolvi pegar ele, achei que ia demorar pra ler, por causa dessas provas e tal. Mas consegui terminar e posso dizer: Estou APAIXONADA pelo livro. Não tenho palavras para descrever a fofura que ele é!

Que é um clichê, ele é. Rosa, uma menina de 14 anos, que se muda para o Rio e tem que começar uma vida nova no colégio, e Leo é um menino megafofo que também acaba de chegar no colégio. E ali eles começam uma relação de ódio e amizade constante.

Mas Thalita Rebouças conseguiu deixar ele de um jeito muito fofo, como todas as meninas sonham. Sério, eu já fiz questão de emprestar para as minhas amigas, porque mesmo amando a Thalita, ela me surpreendeu. O Leo é um lindo, e o livro pode ser bobinho, para um final de tarde, mais eu duvido que você não vai se apaixonar!

Leia, leia *-*

beijos,
@maiarahelena

sábado, 20 de agosto de 2011

Nova série de Paula Pimenta

  Paula Pimenta, escritora de Fazendo meu Filme 12 e 3, vem com mais um de seus apaixonantes livros. "Minha vida fora de série" promete ser mais um sucesso. E o que me deixa mais ansiosa é que a História começa com uma das personagens de FMF. Ou seja, deixar qualquer fã louco!







Mudar de cidade sempre é difícil, mas fazer isso na adolescência é algo que deveria ser proibido. Como começar de novo em um lugar onde todos já se conhecem, onde todos os grupos já estão formados, onde ninguém sabe quem você é? No começo, a protagonista da nova série de Paula Pimenta não gosta da ideia, mas aos poucos percebe que pode usar isso a seu favor, tendo a chance de ser alguém totalmente diferente. Mas será que o papel que ela escolheu é aquele que ela realmente quer representar? Aos poucos ela descobre que além da nova cidade, há algo mais importante a se conhecer: ela mesma.


 O livro lança na Bienal, onde a Paula vai estar dia 10 de setembro, 16h, no estande P09, da Autêntica, pavilhão verde.

Gossip Girl por Cecily von Ziegesar

 Vou falar, sempre tive um certo preconceito com Gossip Girl. Acho que por sempre achar a série um tédio, nunca quis ler. Puro preconceito. Achava que a série era de um bando de meninas nojentas, sem sentimentos, que só querem gastar dinheiro e meninos totalmente chapados e galinhas.

 Bem, a série é exatamente isso. E porque ela é tão famosa e faz tanto sucesso ?

 A graça da história são essas meninas totalmente nojentas e esbanjando dinheiro e comprando aquelas roupas de marcas em que você é louca. E, muito além dos meninos gatos, a história parece uma amiga te contando. O que me ganhou e me fez ler até agora foi a realidade e a simplicidade com que a Cecily conta a história. E no meio de todo aquele luxo, existem meninas com as mesma inseguranças, os mesmos problemas. Ou seja, além de falar de todo aquele luxo, fala dos nossos próprios problemas.

 Pra falar a verdade, não vou falar que sou apaixonadíssima por GG, mas é o que eu sempre falo: GG é livro pra final de tarde na piscina.

 E na verdade, todo mundo conhece uma Blair, uma Serena, uma Jenny e até um Nate.

beeeijos,
@maiarahelena

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Essa Bienal vai ser Maravilhosa!

Oi gente!

Tenho que falar que quase tive um troço ao saber quem viria para a Bienal desse ano, que acontecerá no Rio de Janeiro,especificamente no RioCentro dos dias 01/09 à 11/09 e começa às 10 horas e vai até às 22 horas.

Os autores que virão são, ninguém mais ,ninguém menos que :

- Alyson Noël da série Os Imortais.

*Dia: 03/09, 12:00.

- Lauren Kate da série Fallen.

Dia: 10/09 , 12:00 será no auditório. E os autógrafos acontecerão às 14 horas. E as senhas começarão a ser distribuídas as 10 horas. Serão somente 500 senhas!




- Hilary Duff, que vem para lançar seu livro "Elixir"

Dia: 04/09, hora não divulgada.

- Anne Rice, que um dos seus principais livros é Entrevista com o Vampiro

Dia: não divulgado :(

* Não confirmado




Essa Bienal é para dormir na fila e deixar QUALQUER UM louco.E vou passar o livros delas que faltam para a frente, é claro. Eu já estou lá, e você ?


beeijos,
@maiarahelena

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Coisas novas !


Oi !

Eu disse que tinha comprado umas coisinhas né ? Então, vou mostrar para vocês :



 
  


Sinopse: Antes que Luce e Daniel se conhecessem na Sword & Cross e tivessem lutado contra Imortais e Párias, eles viveram muitas vidas. O amor de Luce por Daniel é mais forte do que tudo, exceto, talvez, pela necessidade de saber mais sobre a história dos dois e as razões por trás da maldição que atormenta suas   vidas. Levada por um impulso irracional, Luce se arrisca ao mergulhar em um Anunciador e começa a atravessar os séculos. Ao encontrar versões passadas de si mesma e de Daniel, vai recolhendo pistas que podem ajudá-la a compreender seu destino.



Sinopse: Em Shiver, de Maggie Stiefvater, Grace e Sam se encontraram. Em Linger, eles lutaram para estar juntos. Agora, em Forever, os riscos são ainda maiores que antes. Os lobos estão sendo caçados. Vidas estão sendo ameaçadas. E o amor fica mais difícil de continuar com a morte se aproximando


Sinopse: Num final de tarde de Setembro, quando a famosa historiadora de Yale, Diana Bishop, abre casualmente um misterioso manuscrito medieval alquímico há muito desaparecido, o submundo mágico de Oxford desperta. Vampiros, bruxas e demónios farão tudo para possuir o manuscrito que se crê conter poderes desconhecidos e pistas misteriosas sobre o passado e o futuro dos humanos e do mundo fantástico.

Estou voltando (:

Oi gente!

Eu sei que eu sumi por bastante tempo, mas foi por um bom motivo. Estava viajando e não deu para atualizar aqui! Me desculpem, mas juro que comprei umas coisinhas interessantes na viagem! Prometo que vou atualizar aqui sempre, e vou mostrar as coisinhas que eu comprei !

E vou colocar uma foto só mostrar minha felicidade da viagem! UASHAUHSAUS



Ok, eu estou muito muito feliz com a viagem, vou parar de falar. UASHUAHSUAS
Se cuidem,
beijos,
@maiarahelena

sexta-feira, 1 de julho de 2011

A música que mudou a minha vida por Robin Benway





 Esse livro é a junção de música + uma boa história + uma personagem nada normal + título criativo + capa perfeita. Com tudo isso, não dava para não se apaixonar pela história.

O livro é maravilhoso ,Audrey nossa personagem principal,é cômica . Ela mostra o lado negro de estar na mídia, mas eu confesso que não tinha como não rir. Tem aquele gostinho de livro para férias, em que você realmente entra no mundo da personagem. Ah vai lá, tem um romance no livro sim, um romance fofinho.

Audrey vira famosa de um dia para o outro, tudo porque depois de terminar com seu (agora ex) namorado, ele faz uma música que está fazendo sucesso e que não para de tocar nas melhores rádios. E agora, a mídia persegue Audrey para todos os lados! E essa é uma das partes mais engraçadas do livro. Audrey fugindo da imprensa, é hilário.

A narrativa de Robin é perfeita, ela escreve o livro como se estivesse conversando com você. É maravilhoso! E Meg Cabot estava certa, eu também "Amei,Amei,Amei!"


A orelha do livro é bem interessante, tem um pequeno texto de Anna Julia Werneck, que viveu na pele a situação de Audrey. Sim, ela é a Anna Julia dos Los Hermanos.


Imagina só. A história dá vontade de não largar nada, até a última linha da última página. 
Tem que ler gente, TEM QUE! 


beeijos,
@maiarahelena

sexta-feira, 24 de junho de 2011

O Vale dos Anjos por Leandro Schulai


 Antes de tudo, eu queria agradecer o Leandro pelo livro. Muito, muito obrigada mesmo! Porque o grito que eu dei quando o livro chegou, expressa tudo!

 O tema do livro é bem interessante e te propõe logo de cara uma pergunta : "A morte tem o poder de separar um amor?" E será que pode ? Para Dimítris, nosso personagem principal, não. Ele está no Paraíso, encontrou pessoas maravilhosas como Anne e Obelisco, porém não se sente feliz. Seu amor, Mariah, está na Terra longe dele, sofrendo, e ele nada pode fazer.

 O mundo criado no livro, é diferente de tudo que eu já li de anjos. As dimensões, as hierarquias dos anjos, tudo muito bem pensado e que leva a imaginação a mil. O livro é maravilhoso, e ao longo do livro são deixadas perguntas no ar, e o livro termina com aquela coisa de nos próximos capítulos, e eu fiquei assim olhando pro livro e falando "Não, não vai acabar assim não. NÃO PODE ACABAR ASSIM!"  


 Talvez, o único ponto negativo do livro seja que Dimítris consegue as coisas muito fácil! Maaas, eu descobri que isso tem um motivo no final do livro, RÁ!

 E claro, ter um livro de autor brasileiro é maravilhoso, isso prova que temos grandes talentos por aqui!

 Quem ainda não leu não sabe o que tá perdendo, o livro é maravilhoso e suuuper recomendado!

beeeijos,
@maiarahelena

domingo, 29 de maio de 2011

Estrela píer por Kamila Denlescki



 Estrela píer foi um livro surpreendente. Admito que por mais que tenha visto muitas resenhas positivas, não esperava grande coisa. E o comecinho foi mesmo bem chatinho. Aquela coisa de apresentar personagem e tal, de rotina. Mas essa parte dá informações que são muito importantes.

 E o livro é lindo! Um suspense maravilhoso que te faz não querer largar o livro nunca. A história se resume na ida da personagem, Lucia, a Inglaterra, para conhecer o famoso e lindo ator Richard Clevehouse. Rick é reservado e sempre está em conflito com Kim Laurel. Tudo muda quando Richard e Lucia se encontram.

 O livro tem uma dose de romance, mistério e ficção científica. Tudo acontece de uma forma que vai te envolvendo e a parte que envolve Kim, Rick e Lucia e os acontecimentos científicos, é i-na-cre-di-tá-vel. A autora põe os assuntos que te faz acreditar e torcer até o último minuto. E ainda tem um final enigmático, e todo mundo sabe que eu amo finais enigmáticos *-*

 E a capa sempre me sugeriu que o livro seria sobrenatural, com todos esses monstros de agora. Mas não, ele tem um pouco de ficção científica, não de sobrenatural.

 Eu recomendo esse livro, porque além dele ser maravilhoso, e de uma autora brasileira. Mas uma prova que nós temos autores maravilhosos por aqui.

 E eu sou #TeamRick. Não sabe porque ? Leia o livro *-*

beeijos,
@maiarahelena

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Novidades sobre o filme Wake- Despertar.

Como todo best seller, Wake vai virar filme de Hollywood.
O diretor provavelmente será Christopher Landon, mesmo diretor de Paranóia. E a atriz escolhida para representar nossa Janie vai ser Miley Cyrus.






O que acham ? Miley vai conseguir se sair bem como Janie ?
beijos,
@maiarahelena

Wake por Lisa McMann


Wake, foi para mim, inesperado. Não esperava que ele fosse bom, mas estava na livraria e resolvi lê-lo. Para minha felicidade, fui pega de surpresa. Wake é lindo, inesperado e viciante.

 Com uma narrativa sem rodeios e que vai direto ao ponto, Lisa McMann criou um livro com um tema tão diferente, que me surpreendeu. Consegui ler em apenas um dia, em semana de prova, e adorei. Achei o tema super bem explorado, e ela ainda encaixou um menino lindo e fofo no meio. Combinação perfeita!

 O livro trata do "dom" da personagem principal, Janie. E seu dom nada mais é que entrar nos sonhos das pessoas. E como todo personagem de livro e/ou filme , ela acha que seu dom é uma coisa muito ruim, que só a prejudica. E o livro se passa nela tentando controlar esse dom, mesmo sendo quase impossível fugir.

 Ao longo de toda a história aparecem personagens muito interessantes que mudam toda a vida de Janie. E por mais que ela tente esconder de todos, Cabe descobre seu segredo e juntos, eles formam um casal mega fofo !

Vou admitir que fiquei com medo de sonhar depois do livro. Sonho é muito pessoal, vai que tem alguém no meu sonho ? HAHAHAHAHA

beijos,
@maiarahelena

sábado, 14 de maio de 2011

Meme Literário #6

Meme Literário hospedado pelo A Leitora com perguntas quinzenais sobre um assunto ligado ao mundo literárioSaiba mais sobre como funciona e como participar.
O tema desta quinzena é sobre Favoritos.

1) Qual o seu livro favorito?

   Sempre pensei muito sobre isso, afinal, é raro eu não gostar de algum livro. Porém, acho que meu preferido é A Mediadora , que foi o livro que me fez entrar para o mundo bookholic.

2) Qual o seu autor (a) favorito (a)?


   Simplesmente adoro Meg Cabot. Acho que nunca li um livro dela que tenha sido mais ou menos. Porém, Thalita Rebouças também é uma de minhas preferidas!

3) Qual seu personagem favorito?

   Suze Simon de A Mediadora. Ela faz/fez tudo que eu sempre tive vontade mas nunca coragem!

4) Qual adaptação de livro é seu filme favorito?

    Série Crepúsculo.

5) Qual gênero literário é o seu favorito?

   Chick-lit e YA (Young Adult)

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Segundo livro de "A pílula do amor" já tem nome!


 A escritora Drica Pinotti contou em entrevista ao programa Vida Melhor, da Rede Vida, qual será o nome do segundo livro da série "A pílula do Amor".
 O nome do livro será Antídoto. Na minha opinião, o título ficou bem criativo, e combinou direitinho com a série. Agora, é só esperar ansiosamente o lançamento.
 E todo mundo sabe o quanto eu sou apaixonada pelos livros da Drica Pinotti *-*

 Aqui está o link do vídeo para quem quiser ver : http://www.youtube.com/watch?v=aLHMOxB1BBg

beeeijos,
@maiarahelena

domingo, 24 de abril de 2011

Meme Literário #5

Meme Literário hospedado pelo A Leitora com perguntas quinzenais sobre um assunto ligado ao mundo literárioSaiba mais sobre como funciona e como participar.
O tema desta quinzena é sobre Adaptações.

1) Qual a melhor adaptação de livro para o cinema?

   Creio que seja a série Crepúsculo. Achei bem fiel aos livros e parece que o sucesso só subiu um pouco a cabeça deles. Dos que eu vi, Lua Nova parece ser o melhor. Anyway, acho que de todos os filmes que eu já vi + os livros que li , a série Crepúsculo é a melhor.

2) Qual a pior adaptação de livro para o cinema?

  Percy Jackson. Não posso falar de Harry Potter, porque quando lançou os livros e os filmes eu ainda era muito pequena, embora depois de ter lido tenha detestado os filmes. Mas o filme do Percy Jackson simplesmente ACABOU com a história. O livro tão lindo e perfeito e o filme ficou estranho,sem sentido. Não gostei mesmo!

3) Você acompanha algum seriado baseado em livros? 

    Não. Sei que tem alguns livros lançados sobre House. Mas como as únicas séries que eu realmente acompanho é House e Law & Order:SVU, e eles não são baseados em nenhum livro.

4) Qual livro você gostaria de ver nas telinhas?

     Nossa, eu gostaria de ver A Mediadora da Meg Cabot. Dizem que já tem um plano de lançar um filme baseado no livro com supervisão da Meg. Mas tomara que não acabem com o filme, mudando tudo, porque o livro é realmente perfeito.
 
beeeijos,

sábado, 23 de abril de 2011

Just Listen por Sarah Dessen

 Já tinha ouvido falar muito bem sobre esse livro, mas não tinha nenhuma vontade de lê-lo, até que minha amiga comprou e perguntou se eu queria emprestado. Vê se eu vou negar um livro, não! Então, passei ele para frente e comecei. Acho que as informações foram liberadas pouco a pouco, no momento certo. Do jeito que deixe o leitor sempre querendo saber o que vai acontecer na próxima página.

 Com uma narrativa viciante, Sarah Dessen trata de vários assuntos diferentes. Desde os mais levinhos, como os tipos de amizade, os problemas familiares e os namorados até os mais pesados como anorexia. O melhor do livro é que os problemas tratados são reais, existem na vida real.

 Annabel tem um jeitinho que é capaz de cativar os leitores. Sempre evitando conflitos, e evitando magooar quem ela gosta. Mas ela consegue ser assim sem ser daquele tipo coitadinha. Fora que o romance existente no livro é muito fofinho. Não é meloso, porém é sutil e você fica torcendo pelo casal.

Ainda acho que essa capa podia ser mais bem trabalhada, mas ela é bonitinha. Porém não passa toda a essência que o livro tem.

Recomendo para todos, pois o livro é lindo,lindo! Sarah Dessen escreve muito bem. Espero que ainda publiquem outros livros dela por aqui.

beeeijos,
@maiarahelena

Meme Literário #4

 Meme Literário hospedado pelo A Leitora com perguntas quinzenais sobre um assunto ligado ao mundo literárioSaiba mais sobre como funciona e como participar.
O tema desta quinzena é sobre Personagens.

1) Com qual personagem de livro você se identifica?

  Me identifiquei muito com a Malu, da série "Fala sério" da Thalita Rebouças. Eu lia e falava, MEU DEUS, ela escreveu esse livro baseada na minha vida! Com certeza, eu sou a cópia da Malu.

2) Qual personagem de livro que leu este ano você mais gostou?

    Difícil, mas eu acho que foi a Fani de Fazendo Meu Filme. Ela é ótima, engraçada e é um retrata da adolescente brasileira.

3) Você prefere os personagens maus ou os bonzinhos?

   E até estranho falar, mas eu tenho uma pequena queda pelos bad boys. Eles são daquele tipo de personagem que aprontam e ainda querem conquistar o coração da personagem principal. Mas os bonzinhos-fofinhos-e-lindinhos também tem seus espaços! HAHA

beijos,

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Querido John por Nicholas Sparks


 Nicholas Sparks é Nicholas Sparks. Sério, nesse livro tudo é muito intenso e as coisas vão acontecendo, e claro como Nicholas deve ser o rei do drama, entristecendo.

 O livro se baseia no amor de John e Savannah. Eles se conhecem numa das férias do exército de John, e se apaixonam a primeira vista. E com o tempo, eles se separam, voltam e muitas reviravoltas acontecem!

 O livro é lindo, maravilhoso, mas muito triste. E o pai do John ganha todo o livro, lendo vocês vão entender. Chorei até não poder mais, usei lencinhos e mais lencinhos. Mas valeu a pena.

 O final não é feliz, isso eu posso falar, mas o livro é uma lição de vida e faz você parar para pensar na vida durante um tempinho. E eu me senti um pouco como a Savannah, acho que penso um pouco como ela, me sinto como ela às vezes, fora a história dela que é linda.

 Eu recomendo, claro. MENOS para aqueles dias que você esteja triste. Porque, aí ele vai acabar com você!

beeeijos,
@maiarahelena

Meme Literário #3


Meme Literário hospedado pelo A Leitora com perguntas quinzenais sobre um assunto ligado ao mundo literárioSaiba mais sobre como funciona e como participar.
O tema desta quinzena é sobre Capa de livros.

1) Você compra o livro pela capa?

    A capa sempre me chama a atenção, e aí que eu vou ler a sinopse. É bem raro eu levar o livro só pela capa sem nem ter lido a sinopse. Mais que capa ganha leitor, isso ganha.

2) Você prefere capas de livros com ilustrações ou com fotos?

   É uma boa pergunta. Eu adoro as fotos, mas as ilustrações dão um ar diferente. Não gosto dos livros com cena de livro. Acha que tira toda a graça do livro.

3) Que capa de livro você acha perfeita?

   Confesso que nunca li Halo mas comprei pela capa. Deus, a capa é perfeita e me dá vontade de sonhar. Fora que me lembra o clipe da Taylor Swift "Love Story". É a capa mais linda que eu já vi. Foi o primeiro livro que me deixou viciada pela capa!





beeijos,